Instituto Mamirauá realiza 6º Curso de Multiplicadores de Turismo de Base Comunitária

Publicado em: 23 de outubro de 2019

Participantes visitaram comunidade Vila Alencar, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável

Com o objetivo de compartilhar os conhecimentos adquiridos, o Instituto Mamirauá realizou, do dia 15 ao dia 19 de outubro, o ‘Curso de Multiplicadores: Planejamento e Gestão em Turismo de Base Comunitária’. A programação aconteceu em Tefé, no estado do Amazonas, e na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá.

Os 16 participantes aprenderam sobre a comercialização, promoção e o monitoramento de impactos de turismo de base comunitária, modelo turístico que visa garantir o aumento de renda e qualidade de vida às comunidades locais alinhado à conservação dos recursos naturais. 

O curso de multiplicadores de Turismo de Base Comunitária chegou a sua sexta edição com programação renovada. “A gente mudou bastante o curso e focamos menos em apresentações para realizar mais atividades práticas, com dinâmicas”, explica Pedro Nassar, coordenador do Programa de Turismo de Base Comunitária (PTBC) do Instituto Mamirauá, organização social fomentada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Visita à comunidade

Além da parte teórica, o curso também incluiu visitas à Pousada Uacari e à comunidade Vila Alencar, ambas localizadas na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá.

A comunidade Vila Alencar é conhecida pelo artesanato desenvolvido pelos moradores ribeirinhos, descendentes de diferentes etnias indígenas. Com uma casa destinada à venda destes produtos, a comunidade recebe turistas da Pousada Uacari em visitações e deve, em um futuro próximo, contar com seu próprio local de hospedagem.

“Após a visita à comunidade, dividimos a turma em três grupos que desenvolveram um roteiro de ações a serem implementadas na comunidade, que está no início do desenvolvimento do trabalho com turismo. Os grupos colocaram em prática o que foi aprendido no curso”, diz Pedro.

Participaram do curso técnicos de grupos e instituições com atividade de turismo de base comunitária em desenvolvimento e com interesse em trabalhar a sustentabilidade e o fortalecimento comunitário nos respectivos programas. 

Projeto Turismo Conecta, Secretaria Estadual de Meio Ambiente de Rondônia, Fundação Amazonas Sustentável (FAZ) foram algumas das organizações e órgãos contemplados, além de sindicatos, associações e cooperativas.

As atividades foram possíveis graças ao apoio da Fundação Gordon e Betty Moore. 

Pousada Uacari

Há 20 anos, o Programa de Turismo de Base Comunitária do Instituto Mamirauá assessora comunitários no gerenciamento da Pousada Uacari, empreendimento criado para promover o desenvolvimento econômico e social das comunidades envolvidas e a conservação da biodiversidade amazônica através da atividade turística.

Em 2018, a pousada foi finalista do prêmio "Tourism for Tomorrow", um dos maiores títulos internacionais da área e, em 2019, o PTBC foi finalista do Prêmio de Tecnologia Social da Fundação Banco do Brasil na categoria ‘Geração de Renda’.

“Se está dando certo, é porque o meio ambiente está conservado. O turismo de base comunitária em locais de natureza pode ajudar na conservação daquele local com vigilância e recursos e também as pessoas também podem entender melhor a questão do meio ambiente, tanto quem trabalha no empreendimento quanto quem visita”, avalia Pedro.

Texto: Júlia de Freitas


Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: