Instituto Mamirauá - Conservação na Amazônia - Reserva Amanã, no Amazonas, terá plano de gestão lançado em 2018 - https://www.mamiraua.org.br/pt-br/comunicacao/noticias/2018/1/4/reserva-amana-no-amazonas-tera-plano-de-gestao-lancado-em-2018/

Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá

Notícias

Rafael Forte

Reserva Amanã, no Amazonas, terá plano de gestão lançado em 2018

04/01/2018

João Paulo Borges Pedro

 O Instituto Mamirauá trabalha na organização do documento e vai realizar censo demográfico e reuniões de planejamento participativo nas comunidades da reserva

A Reserva Amanã é uma das maiores áreas protegidas em floresta tropical na América do Sul e, em 2018, vai ganhar um plano de gestão. A construção do plano está sendo conduzida pelo Departamento de Mudanças CLimáticas e Gestão de Unidades de Conservação (Demuc) e Instituto Mamirauá, em uma parceria com o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) e Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), e vai envolver todos os moradores da reserva, localizada no estado do Amazonas.

O diagnóstico para o plano de gestão será montado junto às comunidades que habitam à Reserva Amanã e será dividido em dois volumes, conforme explica a diretora de Manejo e Desenvolvimento do Instituto Mamirauá, Isabel Soares.

“O primeiro volume vai reunir os resultados de pesquisas feitas na região sobre sustentabilidade, potencialidades de manejo de recursos e incluirá também os planos de manejo que já estão em prática. Já o segundo volume trará o planejamento para a reserva, incluindo zoneamento, normas de uso, áreas para preservação e para uso sustentável”, diz.

Censo e levantamento socioeconômico

Com uma relação de quase vinte anos de pesquisas e projetos de manejo na Reserva Amanã, o Instituto Mamirauá vai mobilizar a população local com oficinas de planejamento participativo. Esses serão espaços para os moradores apresentarem ideias, opiniões e propostas para o plano gestor.

“É fundamental que todos conheçam o processo para construir o plano e participem ativamente dele, para que esse documento represente quem vive na Reserva Amanã”, afirma a diretora.

Nos meses de fevereiro e março de 2018, também serão realizados o censo demográfico e um levantamento socioeconômico em toda extensão da reserva. Os dados serão uma atualização de dados do último censo realizado pelo Instituto Mamirauá na região em 2011.

A entrega do plano de gestão da Reserva Amanã está prevista para o segundo semestre de 2018. A diretora de Manejo e Desenvolvimento do Instituto Mamirauá, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), ressalta a importância do documento onde “vão estar consolidadas as normas de uso de recursos e de gestão da unidade”.

Reserva Amanã

A Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã foi instituída por decreto estadual em 4 de agosto de 1998. Localizada na região do médio curso do rio Solimões, próximo à confluência com o rio Japurá, a aproximadamente 650 km, a oeste da cidade de Manaus.

Associada aos vizinhos: Parque Nacional do Jaú (2.272.000 ha) e  Reserva Mamirauá (1.124.000 ha), forma uma área contígua de proteção com cerca de 5.746.000 ha, área superior aos territórios de países como Costa Rica e Suíça.

Texto: João Cunha

Financiadores