Instituto Mamirauá - Conservação na Amazônia - Palestra promovida no Instituto Mamirauá discute organização das comunidades na várzea do Solimões - https://www.mamiraua.org.br/pt-br/comunicacao/noticias/2012/5/15/palestra-promovida-no-instituto-mamiraua-discute-organizacao-das-comunidades-na-varzea-do-solimoes/

Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá

Notícias

Rafael Forte

Palestra promovida no Instituto Mamirauá discute organização das comunidades na várzea do Solimões

15/05/2012

Pesquisadores do Instituto Mamirauá reuniram-se no dia 9 de maio para mais uma edição do Encontro de Pesquisa e Pesquisadores, que tem por objetivo divulgar internamente as pesquisas em andamento. Neste encontro, Rafael Barbi Costa e Santos, Mestre em Antropologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e, atualmente, pesquisador do Grupo de Pesquisa em Organização Social e Manejo Participativo do Instituto Mamirauá, apresentou a temática: “Terra Cai, terra cresce: fluxo e paisagem na várzea do Solimões”.

 
O palestrante apresentou uma reflexão sobre as maneiras de construção da paisagem e apropriação do espaço nas comunidades do setor Solimões de Cima III. Foram levantadas questões relativas à história da região, e à maneira como as comunidades percebem e organizam o espaço. Também se discutiu as mudanças nos regimes de uso de recursos naturais e a dificuldade em se estabelecer acordos de uso para espaços comuns. 
 
O material apresentado faz parte da pesquisa “Passar para Índio: etnografia das emergências indígenas no médio Solimões, que tem objetivo geral, etnografar os processos de passar para indígena no contexto do médio Solimões, em particular das comunidades em áreas da RDSM”. 
Após dois meses de campo no setor Solimões de Cima III, realizados no ano de 2011, Rafael conseguiu reunir informações enriquecedoras para a sua pesquisa, o que incentivou a reflexão e o debate entre os convidados. 
 
O próximo encontro será promovido no dia 22 de maio. Josivaldo Modesto, Coordenador do Núcleo de inovações Tecnológicas Sustentáveis (Nits), do Instituto Mamirauá apresenta as linhas de atuação do núcleom criado em 2011.
 
Texto: Renata Brandão

Financiadores