Tecnologias Sociais

Sistemas Fotovoltaicos Domiciliares

Esta experiência ficou caracterizada por seu efeito demonstrativo de um modelo que pode ser utilizado em sistemas isolados de geração de energia. A instalação dos sistemas seguiu as diretrizes da Resolução Aneel nº 83 de 2004 - Sistema Individual de Geração com Fontes Intermitentes (SIGFIs). Em agosto de 2005 foram instalados 19 sistemas, e posteriormente, em maio de 2007, foram mais quatro sistemas, totalizando 23 sistemas instalados.

O sistema solar consiste na composição de dois módulos fotovoltaicos de 100 Wp, duas baterias para aplicações fotovoltaicas, um controlador de carga e descarga de 20A e 24V e um Inversor de 250W, duas baterias em serie de 150Ah cada. Esse sistema abastece quatro pontos de luz e uma tomada, para funcionar equipamentos que necessitam de pequenas cargas elétricas, como liquidificador e ventilador.

O objetivo do projeto é oferecer atendimento elétrico com sistemas fotovoltaicos aos domicílios de comunidades isoladas. Além disso, implantar um padrão de qualidade de atendimento, disponibilidade de 15 kWh/mês por domicilio, e um modelo de gestão, operação e manutenção. E, principalmente, dar subsídios aos programas de eletrificação de comunidades isoladas.

© Amanda Lelis

Realização

Grupo de Pesquisa Populações Ribeirinhas, modos de vida e políticas públicas na Amazônia, Programa Qualidade de Vida do Instituto Mamirauá, Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo e Instituto Winrock International.

Apoio

Comunidade São Francisco do Aiucá

Financiadores

Receba as novidade em seu e-mail: