BioREC

Linha 3 - Manejo de Agroecossistemas

O componente agropecuário do projeto visa contribuir com a redução de emissões por degradação e abertura de novas áreas de floresta por meio do investimento no aumento da produtividade em áreas agrícolas já existentes com ênfase nos sistemas agroflorestais e sistemas de pecuário agroecológico. O projeto também propõe o estímulo à produção de polpas de frutas oriundas de sistemas agroflorestais (SAFs) a fim de estimular o manejo continuo de áreas permanentes.

As ações do projeto são voltadas para a promoção (implementação e disseminação) de sistemas agroflorestais, assim como, ao estímulo da comercialização de produtos oriundos destes sistemas. Com isso, procura-se manter a baixa ou até reduzir a taxa anual de abertura de áreas de floresta para fins agrícolas, além de promover a melhoria da infraestrutura de produção em comunidades isoladas da Amazônia que buscam o uso sustentável do solo.

O objetivo é ver o potencial de gerar renda com a venda de produtos de origem agroflorestal. Uma vez comprovada a viabilidade desta atividade (a partir do segundo ano do projeto), a previsão é de diversificar os produtos comercializados pelos agricultores, o que servirá como incentivo de multiplicar as áreas SAFs na área de atuação.

© Everson Tavares

Ações

  • Capacitação e assessoria de multiplicadores agroflorestais;
  • Capacitação e assessoria de multiplicadores pecuaristas agroecológicos;
  • Replicação e multiplicação de Sistemas Agroflorestais e sistemas pecuários agroecológicos;
  • Implementação de sistemas de energia solar para apoiar o resfriamento e armazenamento de polpas de frutas.

Parceiros

Departamento de Mudanças Climáticas e Unidades de Conservação (DEMUC) 

Secretaria Municipal de Educação de Maraã

Secretaria Municipal de Educação de Uarini

Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Uarini

Financiadores

Receba as novidade em seu email: