Projeto forma 67 alunos com conhecimentos sobre energia e comunicação

Publicado em:  3 de novembro de 2015

Os 67 alunos do projeto “Energia Solar nas Ondas do Rádio” já podem comemorar. Depois da dedicação aos cursos, os jovens estão preparados com conhecimentos sobre energia solar fotovoltaica e comunicação comunitária. No final de outubro, as três primeiras turmas do projeto, que é desenvolvido pelo Instituto Mamirauá, em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e patrocinado pela Petrobras, participaram da cerimônia de formatura, realizada na sede do Instituto em Tefé (AM).

Durante o evento, Dávila Corrêa, que é coordenadora do Programa Qualidade de Vida no Instituto Mamirauá, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, enfatizou o ideal do projeto de formar jovens do município, contribuindo para o desenvolvimento local. “O projeto objetiva promover o conhecimento em energias renováveis e comunicação comunitária para jovens de Tefé, de área urbana e rural de Tefé, de forma a oportunizar o fortalecimento de habilidades e capacidades técnicas profissionais, visando a melhoria de qualidade das suas vidas”, disse.

Os cursos tiveram carga horária total de 110 horas divididas em três módulos: Sistema de energia solar fotovoltaica, de 60 horas; Sistema de radiodifusão comunitária, de 30 horas e Programação e produção de conteúdo para radiodifusão comunitária, de 20 horas.

A diretora presidente do Cetam, Joésia Moreira Julião Pacheco, também esteve em Tefé para prestigiar a formatura dos alunos e comentou sobre o diferencial do projeto, que oferece uma formação em áreas ainda pouco difundidas pelos cursos técnicos. “É importante ressaltar o pioneirismo dessa iniciativa. Eu acho que é o primeiro curso com esse foco no estado do Amazonas, relativo à energia solar e a iniciativa do Instituto foi muito importante para que esse projeto pudesse acontecer”, enfatizou.

Josenias Barros da Silva tem 26 anos e participou da segunda turma do curso e foi escolhido como monitor para auxiliar nas aulas da terceira turma. “É uma novidade pra mim, eu nunca tinha visto antes a energia solar fotovoltaica. Com o curso eu me interessei e passei a conhecer esse sistema. Foi uma experiência muito boa pra mim, fiz o curso, me classifiquei e consegui ser indicado para ser um dos monitores. Foi bastante proveitoso”, comentou o jovem.

De acordo com Dávila, foram realizadas com aulas teóricas e práticas, nas quais os alunos tiveram oportunidade de montar um sistema de energia fotovoltaica para o funcionamento de rádios comunitárias tipo alto-falante. “Com a segunda etapa, que será no início do ano que vem, nós pretendemos contemplar pessoas da zona rural com esse mesmo curso de forma que a gente possa contribuir para o desenvolvimento de todo o município”, disse a diretora presidente do Cetam, Joésia Pacheco.

“A importância do Instituto Mamirauá no município, associada a uma parceria que foi fundamental que foi estratégica entre a Petrobras e também com o Cetam foi fundamental para que nós pudéssemos capacitar 67 pessoas pelo menos para o município para o uso dessa energia”, completou Joésia.

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu email: