Projeto com financiamento coletivo viabiliza aulas de língua inglesa na Pousada Uacari

Publicado em: 29 de outubro de 2014

No final do ano passado, a Pousada Flutuante Uacari realizou, em parceria com a ONG Garupa, uma campanha de financiamento coletivo. O intuito era arrecadar recursos para ministrar aulas de inglês para a equipe da pousada, que é formada por moradores da Reserva Mamirauá. Visitantes que já se hospedaram na várzea de Mamirauá foram os maiores doadores da campanha, indicando que a experiência turística desenvolvida pelo Instituto Mamirauá e as comunidades é positiva. A meta da campanha foi ultrapassada, o professor de inglês foi contratado e desde o começo de agosto a equipe tem aulas de língua inglesa na própria pousada.

O atendimento em inglês é fundamental para a Pousada Uacari. Em 2013, 63% dos visitantes eram estrangeiros, que se comunicam através daquele idioma. Os próprios turistas costumam mencionar nas avaliações que gostariam de ter mais proximidade com a equipe, mas a língua se impõe como barreira. “A gente já esperava por certa dificuldade de alguns colegas nossos, mas a gente vê que está todo mundo se empenhando. Isso é muito importante para a gente. Sempre falo para os meus amigos, que agora não é simplesmente uma aula, é uma meta que temos que atingir”, afirma Izael Mendonça, presidente da Associação de Auxiliares e Guias de Ecoturismo de Mamirauá (AAGEMAM). Hoje todo o trabalho prestado por guias locais, camareiras, cozinheiros e auxiliares é organizado através dessa associação. 

Buscar formas que atendam às expectativas dos alunos e dialoguem com o seu modo de aprendizado é um trabalho complexo. Quem assumiu este desafio junto com a equipe foi o professor Danilo Marques. Com formação em linguística, Danilo afirma que “está cada vez mais claro que esse trabalho implica em saber o que funciona e o que não funciona para o ensino da língua inglesa na pousada. O cenário que eu tenho aqui é diferente de todas as experiências que eu já tive antes. Para mim também é um desafio grande”. Mais do que ministrar aulas, busca-se construir uma metodologia de ensino que possa ser aplicada continuamente. “Por exemplo, eu tenho feito um trabalho com imagens que tem dado certo, principalmente para substantivos. A cada um deles eu vinculo cinco imagens diferentes e a cada semana acrescento novas palavras. A partir da imagem, que aparece aleatoriamente na tela, o aluno volta para a palavra, memorizando e enriquecendo o seu vocabulário, o que é muito importante nesse primeiro momento”, aponta o professor.

Danilo lembra que este é um trabalho de muita experimentação. “Eu creio que o sucesso deste projeto vai depender não de quantas pessoas estiverem falando inglês ao final do período financiado, mas sim do alicerce que conseguiremos construir aqui, para o que vem depois”, reforçou. 

O Programa de Turismo de Base Comunitária do Instituto Mamirauá e a equipe da Pousada Uacari, principalmente através da AAGEMAM, vêm trabalhando e desenhando a transferência de gestão do empreendimento. Isso implica que os comunitários deverão assumir totalmente a operação da pousada: “Com a transferência de gestão nós teremos que saber nos comunicar em inglês. Para nós, aprender essa nova língua está sendo uma luta no dia a dia, mas a gente está caminhando e tem certeza que vai conseguir”, conclui Izael.

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: