Pesquisadora apresenta palestra sobre saberes e os modos de fazer objetos artesanais na Reserva Amanã

Publicado em: 25 de junho de 2012

      No dia 19 de junho (terça-feira), às 10h, aconteceu no auditório da Biblioteca Henry Walter Bates, do Instituto Mamirauá, a palestra “Redes Locais de Saberes, Produção e Circulação de Objetos Artesanais em Comunidades da Reserva Amanã”. O trabalho foi apresentado por Marília Sousa pesquisadora do Grupo de Pesquisa Organização Social e Manejo Participativo do Instituto Mamirauá.

     
     A área de estudo do trabalho focaliza os saberes e modos de fazer objetos artesanais nas comunidades de Belo Monte, São José do Urini e Sítio Cachimbo (atual Monte Moreá), situadas na RDS Amanã, região do Rio Urini, Setor Amanã. 
 
     Segundo Marília, ao analisar as técnicas tradicionais de produção e os conhecimentos associados à prática de um “saber fazer” objetos artesanais, foi possível identificar que o processo de produção e circulação dos objetos é realizado por meio de estratégias produtivas que envolvem diferentes agentes sociais ligados por redes locais de cooperação baseadas em laços de parentesco, compadrio e amizade. 
 
     “Este arranjo produtivo estabelece uma dinâmica peculiar à produção, tanto para possibilitar o acesso aos recursos naturais utilizados na confecção dos objetos, como para garantir a produção e a circulação dos objetos artesanais para uso doméstico e para venda”, explicou a palestrante. 
     
     No setor Amanã, a pesquisadora encontrou os seguintes produtores de objetos artesanais: teçumeiros, tecedeiras, louceiras de barro, construtores de canoas e carpinteiros e, entre a lista de objetos produzidos estão: paneiros, peneiras, remos, canoas, balaios, tupés, vassouras entre outros. 
 
     O ensino-aprendizagem acontece por meio de diversas modalidades que se complementam e, consiste num componente fundamental da reprodução social dos saberes entre gerações. É neste sentido que a atividade envolve uma rede de relações que é constituída por uma troca de saberes em permanente transformação.
 
Texto: Renata Brandão
 

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: