Manejo de Agroecossistemas é apresentado em palestra durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Publicado em: 20 de outubro de 2014

Durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Instituto Mamirauá, em Tefé (AM), os visitantes participaram da palestra “Agricultura Familiar e Desenvolvimento Socia”l, que apresentou algumas das atividades realizadas por pesquisadores e técnicos do Instituto Mamirauá nas Reservas Amanã e Mamirauá.

Durante a palestra, Jessica dos Santos, pesquisadora do Instituo Mamirauá, apresentou conceitos de agroecologia e exemplos de sistemas sustentáveis para a prática da agricultura na Amazônia. “O manejo agroecológico busca formas de utilização dos recursos naturais com o mínimo impacto ambiental. O agricultor já possui o conhecimento tradicional, que deve ser valorizado, o saber tradicional é muito importante na construção dessas alternativas sustentáveis. O manejo vem tentar ajudar esse agricultor a utilizar práticas que possam gerar mais produtividade para a atividade realizada por ele, com o mínimo de impacto na natureza”, ressaltou a pesquisadora.

De acordo com a pesquisadora, a agroecologia busca o desenvolvimento sustentável nas práticas de agricultura, evitando a degradação o solo, esgotamento dos recursos, o desmatamento descontrolado, assoreamento dos rios, entre outros. O manejo agroecológico visa o desenvolvimento de práticas viáveis na para a  agricultura familiar na região, como o manejo se sistema de criação agroecológica de gado, e de pequenos e médios animais, apresentando alternativas de renda para as comunidades, que tenham pouco impacto na natureza.

O aluno Rones Souza de Almeida morou na comunidade Nova Colômbia, na Reserva Amanã, onde ajudava seus pais nas atividades de agricultura. “Viemos pra Tefé faz oito anos, assistindo a palestra e vendo as imagens, me deu saudade. A gente plantava mandioca e trabalhava muito com agricultura. Sempre participo de debates sobre preservação do meio ambiente, mas aprofundar um pouco mais é sempre bom, hoje conheci um pouco da história do manejo”, afirmou o aluno, que cursa o nono ano na Escola Estadual Maria das Mercês.

De acordo com a professora Ivaneide Fernandes Amorim, as atividades apresentadas na SNCT contribuem para o aprendizado dos alunos. “Mesmo morando em Tefé, muitos alunos não conhecem tanto sobre a região, acredito que as exposições e palestras estão contribuindo para que eles conheçam melhor essas áreas”, afirmou.

A assessoria técnica ao manejo de agroecossistemas é uma ação promovida pelo projeto “Participação e Sustentabilidade: o Uso Adequado da Biodiversidade e a Redução das Emissões de Carbono nas Florestas da Amazônia Central” –BioREC – desenvolvido pelo Instituto Mamirauá com financiamento do Fundo Amazônia.

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: