Manejadores de pirarucu negociam produção de 2012 em Tefé (AM)

Publicado em: 30 de julho de 2012

30/07/2012 – Nos dias 26 e 27 de julho, o Programa de Manejo de Pesca do Instituto Mamirauá promoveu o 5º Encontro de Manejadores e a 6ª Rodada de Negócios de Pirarucu em Tefé (AM). Este evento acontece uma vez por ano e, desta vez, foi realizado no auditório da Pizzaria Toya, reunindo aproximadamente 100 pessoas, entre elas pescadores, representantes de instituições governamentais e comerciantes.

No primeiro dia, aconteceu o Encontro de Manejadores, no qual os participantes puderam trocar experiências, levantar questionamentos e tirar dúvidas. Vários temas foram abordados como, por exemplo, minuta da instrução normativa para o manejo de pirarucu; a disseminação do método de contagem e esforços técnicos e proteção das unidades de conservação.

O último assunto a ser abordado, e não menos importante, foi quanto a cota de captura estipulada para cada sistema de manejo. De acordo com Ana Cláudia Torres, coordenadora do Programa de Manejo de Pesca do Instituto Mamirauá, o número total solicitado foi de 5880 pirarucus, e o número total autorizado de 5737. O preço ofertado pelo produto variou de R$ 5,00 a R$ 6,60, e o preço médio ficou em R$ 5,78.

“A Indústria de Beneficiamento de Pescado de Maraã negociou ao preço de R$ 6,00 o kg com a Colônia de Pescadores Z-32 de Maraã.  Da cota de 2.827 peixes, uma pequena parte será vendida direto ao consumidor, o restante será negociado com a indústria”, complementou Ana Cláudia.

A temporada de pesca do pirarucu manejado 2012 deve iniciar em setembro, estendendo-se até novembro. Em dezembro, esse peixe entra no período de defeso, quando não pode ser pescado nem mesmo em áreas de manejo. (Texto: Renata Brandão).

 

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: