Instituto Mamirauá realiza Curso de Multiplicadores de em Gestão Compartilhada de Recursos Pesqueiros

Publicado em: 29 de abril de 2013

O Programa de Manejo de Pesca do Instituto Mamirauá realizou, de 15 a 25 de abril, o Curso de Multiplicadores de em Gestão Compartilhada de Recursos Pesqueiros com foco no manejo de pirarucu. O objetivo desta quarta edição foi formar multiplicadores na região amazônica para o manejo participativo da espécie. Foram abordados diversos temas como: contagem de pirarucu, organização, zoneamento, proteção, comercialização e avaliação do manejo. 

De 16 a 19 de abril, os participantes se deslocaram para a Reserva Mamirauá, no setor Jarauá, e assistiram palestras sobre fundamentos da biologia e ecologia do pirarucu, desenvolvimento do método de contagem de pirarucu e suas implicações para o manejo, estudos e análises da densidade e abundância da população de pirarucu, ministradas pelo PhD. Leandro Castello, especialista em pirarucu e autor do método de contagem. Também acompanharam uma simulação da contagem de pirarucu em um lago de pesca próximo à Comunidade São Raimundo Jarauá. 
 
Segundo Maria Bárbara Silva Corandin, consultora do Ministério da Pesca e Aquicultura, a proposta do ministério, ao conhecer o manejo de pirarucu da Reserva Mamirauá, é influenciar políticas públicas para melhorar a cadeia produtiva do manejo de pirarucu, baseada nas informações de um processo que já existe e que vem dando certo. "A recuperação dos estoques pesqueiros e a governança dos pescadores da região são alguns dos resultados que nos levam a crer que esse manejo deve ser replicado", afirmou.  
 
O curso contou com a participação de membros do Instituto de Desenvolvimento Sustentável de Fonte Boa (IDS Fonte Boa), Centro Estadual de Unidades de Conservação (Ceuc), Colônia de Pescadores Z-4 de Tefé, Instituto Piagaçu, Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam/Juruá e Fonte Boa), Operação Amazônia Nativa (Opan/Lábrea), FUNAI - Coordenação Regional de Lábrea, Departamento de Agricultura e Pesca de Lábrea, Reserva Extrativista do Rio Unini (Resex Unini), Fundação Vitória Amazônica, Colônia de Pescadores Z-7 de São Félix do Araguaia/MT, Universidade Federal do Pará (UFPA/Instituto Humaniza) e Santo Antônio Energia/Rio Madeira.
 
Texto: Eunice Venturi e Francisco Rocha
 

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: