Instituto Mamirauá promove financiamento coletivo para viabilizar jogo em sistema Android

Publicado em: 19 de Janeiro de 2015

O Instituto Mamirauá e a Level-Up for Good iniciaram hoje uma campanha de crowdfunding para viabilizar o jogo “Conserve a Amazônia” na versão Android. Em função do sucesso do jogo até agora para smartphones Apple e visto que 90% dos usuários brasileiros utilizam sistema Android, decidimos criar o mesmo App para essa plataforma; e, para isso, lançamos uma campanha de crowdfunding na Indiegogo, que funciona como “vaquinha” virtual e cada pessoa pode colaborar como pode. 
 
Ao invés de doar diretamente aos projetos, você se torna um apoiador e decide quanto deseja doar à campanha e, além de financiar o desenvolvimento do jogo, estará ajudando a divulgar o jogo e difundir mensagens de desenvolvimento sustentável. “Cada apoiador recebe um presente como forma de agradecimento da nossa equipe. As doações podem ser de US$5,00 (cerca de R$13,00) a US$1.500,00 (R$3.950,00) e os doadores recebem presentes, que vão desde um papel de parede para seu computador a pacotes de 3 noites na Pousada Flutuante Uacari. Além disso, todos os doadores receberão 5% de desconto na pousada”, disse Jonathan Macedo, um dos organizadores da campanha.
 
A campanha estará aberta por apenas 30 dias e certos presentes estão em número limitado. Para participar, acesse o link da campanha: http://igg.me/at/gaming4abetterworld-amazon
 
Sobre o jogo “Conserve a Amazônia”
O jogo apresenta sete animais como personagens principais: a onça-pintada; o macaco uacari; a preguiça; o peixe-boi; o jacaré; o boto e o acará disco. Do tipo match 3, o jogador precisa alinhar três animais iguais para somar pontos. "Eu gostei do jogo. Tem um monte de animais e a gente tem que formar eles de três. Tem o jacaré, que a gente tem que juntar os três. Aí quando a gente junta três faz ponto", contou Douglas Fernandes, de nove anos, que depois de algumas partidas já estava ensinando aos colegas suas táticas no jogo.
 
Alguns elementos surpresas também aparecem na tela, como o já citado acará disco, um peixe ornamental que tem diversas cores e, no jogo, atua como um curinga, que pode formar trios e quartetos com os outros animais. Já a área desmatada atrapalha seu jogo e só desaparecerá com a implantação de um manejo sustentável por um morador da reserva. Cada um desses elementos é um ícone diferente dentro do jogo e aparece conforme o jogador vai mudando de fase.  O jogo também traz informações extras sobre cada um dos animais, sobre o trabalho do Instituto Mamirauá e de seu fundador, o primatólogo José Márcio Ayres.
 
O jogo está disponível gratuitamente atualmente para download na loja da App Store. Do lucro do jogo, proveniente da compra de upgrades e propaganda, 50% será doada ao Instituto Mamirauá. Cada jogador pode se divertir e colaborar com as pesquisas que são realizadas em prol da conservação da biodiversidade e do manejo participativo dos recursos naturais da Amazônia. 

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: