Instituto Mamirauá participará do I Simpósio de Dimensões Humanas da Coexistência Humano-Fauna

Publicado em: 27 de agosto de 2018

Programação acontece no próximo dia 28 de agosto, na USP, em Piracicaba. A pesquisadora Wezddy Del Toro vai apresentar palestra sobre conflitos entre humanos e onças-pintadas em regiões da Amazônia

A relação entre seres humanos e animais em natureza ou em zonas urbanas em expansão, ocupando espaços que antes eram de florestas e águas, não raro gera atritos. Como transformar o conflito em coexistência? Esse desafio é um dos focos do I Simpósio de Dimensões Humanas da Coexistência Humano-Fauna. O evento acontece na próxima terça-feira (28) na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da USP (ESALQ/USP), em Piracicaba (SP). O Instituto Mamirauá é um dos convidados da programação com palestra sobre conflitos entre humanos e a onça-pintada na Amazônia.

A palestra será conduzida pela pesquisadora do Instituto Mamirauá, Wezddy Del Toro, com o tema “Dimensões humanas do conflito com felinos na Amazônia Central e no Baixo Rio Negro”. Membro do Grupo de Pesquisa em Ecologia e Conservação de Felinos na Amazônia da instituição, Wezddy desenvolve um estudo participativo com populações rurais, buscando mapear e entender as razões do conflito com o maior felino das Américas, a onça-pintada.

Entre 2013 e 2016, a pesquisadora visitou nove unidades de conservação, na Amazônia Central e no Mosaico do Baixo Rio Negro, entrevistando moradores em mais de 250 comunidades ribeirinhas. Muitos dos conflitos estão relacionados à morte de animais domésticos e de criação de famílias da região, como cachorros, vacas e porcos. Foram coletados mais de 200 eventos de predação de animais domésticos.

Para reduzir o conflito entre o felino e seres humanos na região é necessário “incentivar e promover um diálogo efetivo entre os moradores que convivem mais de perto com essas espécies de felinos e pesquisadores, organizações, gestores e instituições para fazer um planejamento participativo na procura de ações que promovam uma convivência harmoniosa entre felinos e humanos, buscando uma troca de conhecimentos e experiências sobre o conflito, assim como sobre o comportamento e ecologia dos felinos e de suas presas naturais”, afirma Wezddy Del Toro.

A pesquisa é realizada com apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), do qual o Instituto Mamirauá é uma unidade pesquisa, e da Fundação Gordon and Betty Moore.

A palestra sobre o tema acontecerá no Auditório do Departamento de Ciências Florestais da ESALQ-USP, Piracicaba, e as vagas já foram todas preenchidas

Sobre o simpósio

O I Simpósio de Dimensões Humanas da Coexistência Humano-Fauna vai reunir pesquisadores e gestores dedicados às dimensões humanas da coexistência entre gente e fauna silvestre, com o objetivo de expor projetos de pesquisa e aplicação do Brasil e Bolívia nessa área e promover a discussão sobre como transformar conflito em coexistência.

O evento é uma realização do Laboratório de Ecologia, Manejo e Conservação de Fauna Silvestre (LEMaC) e do Departamento de Ciências Florestais da ESALQ/USP. Apoiam o simpósio o Chester Zoo e WildCRU - Universidade de Oxford (Reino Unido).

Saiba mais

Texto: João Cunha

 

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu email: