Instituto Mamirauá apoia cursos de capacitação no Pará

Publicado em: 22 de novembro de 2014

Em 2008, o Ministério Público do Pará recomendou pela não comercialização de carne beneficiada de caranguejo-uçá, em função da falta de padrões higiênicos sanitários necessários para o consumo humano. A alternativa para que os pescadores continuassem a comercializar o caranguejo seria vendê-lo vivo. Por isso, pesquisadores da Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura do Pará (Sepaq) desenvolveram estudos para reduzir a mortalidade desses animais que, no transporte, poderia alcançar até 50% dos caranguejos.

Iniciou-se uma série de testes comparando as formas tradicionais de acomodação do caranguejo e transporte da produção, até que a acomodação em basquetas [caixas plásticas] foi proposta, adaptando uma técnica anteriormente desenvolvida na bacia do rio Parnaíba.

O animal é acomodado em uma caixa fechada com esponjas que são molhadas durante o transporte de 08 em 08 horas como forma de monitorar a produção. A mortalidade de caranguejos baixou para 2,8% apenas, onde ela usualmente ultrapassava os 50%. Depois de comprovada a eficiência do método, a Sepaq preparou um projeto para capacitar os pescadores de acordo com o novo método.

Esse projeto vem sendo executado com apoio do Instituto Mamirauá, desde 2013.  Patrick Passos, responsável pelo projeto, explica que “toda vez que uma tecnologia social é lançada, ela precisa ser repassada para a comunidade. Então, nosso primeiro desafio foi levar essa nova forma de armazenar o caranguejo para a costa amazônica. Depois, capacitar os pescadores e torná-los multiplicadores da tecnologia, já que, no próximo ano, uma instrução normativa nº 09 do Ministério da Pesca e Aquicultura, sobre o transporte sustentável do caranguejo, passa a vigorar e ser passível de fiscalização sobre a nova fora de embalar o animal e os pescadores precisam conhecer essa nova técnica”.

Já foram capacitadas 363 pessoas, de cinco municípios. A meta é atingir 450 pescadores em nove Resex costeiras. Ainda serão realizados mais quatro cursos, dois em novembro e dois em dezembro.

Por Eunice Venturi

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: