Grupo de Pesquisa de Biologia de Peixes realiza seminário com estudantes da UEA

Publicado em: 28 de maio de 2015

O Seminário Interno do Grupo de Pesquisas Ecologia e Biologia de Peixes, do Instituto Mamirauá, que ocorre regularmente, teve um diferencial. Realizado no dia 21 de maio, essa edição teve como público ouvinte os alunos da Universidade Estadual do Amazonas (UEA). As apresentações aconteceram na sede do Instituto, em Tefé (AM).

Os alunos estão no 4º período do curso de Tecnologia em Produção Pesqueira na UEA. De acordo com Danielle Pedrociane, pesquisadora do Instituto Mamirauá, esse intercâmbio de conhecimento entre as instituições é importante para estreitar as relações.  "Os alunos participaram e conheceram um pouco mais sobre os conceitos científicos e também sobre nossas áreas de pesquisas", reforçou. Durante o seminário, foram abordados três temas: o monitoramento da água, coleção científica do Instituto Mamirauá, e segurança no laboratório.

O monitoramento é realizado desde de 2012 pela equipe do Instituto e busca entender como os parâmetros físicos e químicos influenciam na qualidade da água das Reservas Mamirauá e Amanã. Em seguida foram apresentadas as coleções científicas pelo Instituto Mamirauá. E por último, os alunos assistiram uma palestra sobre Segurança no Laboratório, que abordou cuidados importantes do dia a dia nos laboratórios para evitar acidentes, como a utilização de equipamentos de proteção individual (EPI) e a importância de se conhecer o manual e fichas de informação dos produtos químicos utilizados. 

A professora da UEA, Andreza dos Santos Oliveira, reforçou a importância da relação entre o Instituto Mamirauá e a universidade, para ela "é importante eles saberem como que são realizados esses trabalhos na área deles, que é de peixe, e o Instituto está de portas abertas para essa troca de experiências".

O aluno, Iranir Carlos, morador da comunidade São José, localizado na Reserva Mamirauá, convive desde de sua infância com a pesca, atividade de subsistência que é muito comum na região. "A palestra reforçou as matérias que já tínhamos visto, como nas aulas de fisiologia de animais aquáticos. Quero trabalhar com pesquisa, foi o que me trouxe lá do interior para fazer o curso na universidade. Então o que eu puder aprender, seja no Instituto ou na universidade, eu vou devolver para minha comunidade", contou o aluno.

Texto: Aline Fidelix, com colaboração de Amanda Lelis. 

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: