Em Tefé, 15º Feira do Pirarucu Manejado terá 100 peixes à venda neste fim de semana

Publicado em: 10 de outubro de 2019

Pescado sustentável vem da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã; evento tem financiamento do Banco da Amazônia

Foi na região do Médio Solimões, na Amazônia Central, que foi implementado o primeiro Plano de Manejo de Pirarucu do País. A espécie, que se encontrava sob risco de extinção local ao final do século XX, além de importante fonte de renda e subsistência das populações ribeirinhas locais, também passou a ser ingrediente requintado em pratos de chefs renomados de todo o mundo.

Duas décadas após o início do programa de manejo na região, o município de Tefé recebe a 15º Feira do Pirarucu Manejado e da Agricultura Familiar neste fim de semana. O evento acontecerá nos dias 12 e 13 de outubro no Mirante das Mangueiras, onde serão disponibilizados para a venda 100 peixes provenientes da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã. 

As vendas devem iniciar nos dois dias às 6h e os preços estabelecidos variam de R$2 a R$13 o quilo, de acordo com a parte do pescado. Além dos diversos cortes de carne, serão comercializadas as vísceras e as carcaças dos peixes. 

O pirarucu da feira é resultado da pesca sustentável realizada pelos pescadores do Acordo de Pesca do Setor Pantaleão da Reserva Amanã, grupo que conta com a assessoria técnica do Programa de Manejo de Pesca (PMP) do Instituto Mamirauá, organização social fomentada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

“A feira possibilita que a população tenha acesso ao produto legal e aproxima quem produz de quem consome”, afirma a coordenadora do PMP, Ana Cláudia Torres.

Ana Cláudia também diz que o evento serve como estratégia de combate ao comércio clandestino da espécie. “Seria mais efetiva ainda se houvesse uma estrutura pública para armazenamento da produção. Assim, o produto local e legal poderia ser ofertado com maior regularidade. ”

A equipe do programa também irá, durante o evento, auxiliar os pescadores na emissão dos documentos necessários para quem desejar transportar o produto para fora do município.

A 15º Feira de Pirarucu Manejado e da Agricultura Familiar tem financiamento do Banco da Amazônia e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Tefé, Colônia de Pescadores Z-4 de Tefé, DEMUC/SEMA, Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Sebrae e IDAM.


Manejo estabele critérios para pesca da espécie (Foto: Bernardo Oliveira)
Pesca sendo realizada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã (Foto: Bernardo Oliveira)

Programação 

Os visitantes da feira também poderão adquirir produtos da agricultura familiar da região. Entre os feirantes, estarão presentes agricultores da Reserva Amanã, da Floresta Nacional de Tefé, da Estrada da Emade e da comunidade Missão. 

À noite, acontecerá a Festa do Pirarucu Manejado e a Mostra Gastronômica, organizadas pela Secretaria Municipal de Turismo, Comércio e Indústria (SMTUR).

Manejo do pirarucu

Implementado há 20 anos na região, o Plano de Manejo do Pirarucu permitiu que centenas de comunidades ribeirinhas alinhassem a pesca realizada tradicionalmente pelas populações com a conservação da espécie, que se encontrava ameaçada na principalmente pela invasão de barcos pesqueiros ilegais na região. 

O programa de manejo estabelece critérios como cota, tamanho mínimo e período de defeso para a pesca do peixe, respeitando o ciclo reprodutivo da espécie e mantendo-a fora de perigo. 

Texto: Júlia de Freitas


Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: