Famílias da Reserva Mamirauá serão beneficiadas com Programa Energia Limpa

Publicado em: 10 de novembro de 2011

 10/11/2011 - Mais de 200 famílias da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, estado do Amazonas, serão beneficiadas com a execução do Programa Energia Limpa, promovido pelo consórcio liderado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Energias Renováveis (Ider) com recursos da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid/Brasil), em parceria com a Sociedade Civil Mamirauá e Programa Qualidade de Vida do Instituto Mamirauá. O programa teve início em outubro e tem por objetivo desenvolver atividades relacionadas a energias renováveis e eficiência energética com impacto direto na mitigação das mudanças climáticas, redução de emissões e economia de energia.
 Segundo Dávila Corrêa, coordenadora do Programa Qualidade de Vida, entre as ações previstas estão a instalação de 20 fogões e 20 fornos ecológicos, um sistema fotovoltáico de bombeamento e tratamento de água de superfície e um sistema híbrido com uso de energia solar e de água da chuva, estes sob a consultoria técnica do Ider.  Além dos investimentos em produtos de tecnologia social, o programa envolve também ações de pesquisa e educação ambiental.Uma das pesquisas será desenvolvida em parceria com Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas e da Auto Sustentabilidade (Ideaas) sobre a condições técnicas e sociais do uso de lâmpadas led/solar  por famílias de baixíssima renda.
 Outra pesquisa que será realizada com financiamento desse programa é um estudo em parceria com o professor Roberto Zilles, do Instituto de Eletrotécnica e Energia da Universidade do Estado de São Paulo IEE/USP sobre os efeitos sociais e econômicos com a instalação de energia elétrica para uso em 24 horas – Programa Luz para Todos – em uma localidade ribeirinha, assim como um estudo para avaliar os oito anos de uso contínuo de energia solar fotovoltaica em 28 domicílios da localidade de São Francisco do Aiucá. Em outras oito comunidades da várzea da Reserva Mamirauá, o programa vai financiar o estudo socioeconômico sobre o uso de energia nas atividades domésticas e produtivas. Todas essas pesquisas serão integradas ao Grupo de Pesquisa Populações Ribeirinhas, modos de vida e políticas públicas para a Amazônia Oriental, do Instituto Mamirauá, coordenado pela socióloga Edila Moura, que também coordena este projeto.
 Até setembro de 2012, duas oficinas de educação ambiental sobre as possibilidades sociais e econômicas do uso de energias limpas na Amazônia serão realizadas envolvendo escolas rurais e urbanas da região. Além da Sociedade Civil Mamirauá participam desse consórcio oito organizações lideradas pelo Ider: Instituto Eco-Engenho, EDS Sustenergy, Consciência Limpa, Usinazul, Rede Nacional de Organizações da Sociedade Civil para Energias Renováveis e Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas e da Auto Sustentabilidade.
 

Por Eunice Venturi

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: