Exposição no Museu do Amanhã apresenta tecnologia social do Instituto Mamirauá

Publicado em: 25 de abril de 2017

Começou hoje (25) no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro (RJ), a exposição “Inovanças – Criações à Brasileira”. A exposição tem por objetivo retratar iniciativas inovadoras criadas por brasileiros. Dentre as mais de 40 ideias o projeto “Máquina de Gelo Solar”, desenvolvido pelo Instituto Mamirauá e a Universidade de São Paulo (USP), compõe a exposição. Segundo os organizadores, “da mente engenhosa do nosso povo, saiu a exposição Inovanças - Criações à Brasileira: uma reunião de criações inovadoras pensadas e desenvolvidas por brasileiros que transformaram vidas pelo país e pelo mundo”.

Confira o teaser da exposição, que conta com entrevista do pesquisador Roberto Zilles do Instituto de energia e Ambiente da universidade de São Paulo:



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As máquinas de gelo funcionam com energia solar. Os primeiros testes foram em 2015 na comunidade de Vila Nova do Amanã, no município de Maraã. Foram três máquinas, com capacidade total para produzir 90 quilos de gelo por dia, para beneficiar cerca de 60 moradores. A tecnologia do projeto Gelo Solar, desenvolvida pelo Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (IEE-USP), consiste em 60 painéis que captam a energia do sol.

O equipamento possui um sistema fotovoltaico que dispensa o uso de baterias. “Esse é um dos diferenciais do projeto: transformar a radiação solar diretamente em gelo. Quando o sol nasce, a central já começa a gerar energia e automaticamente a máquina liga. Quando o sol se põe, a máquina desliga. Essa ideia é resultado de um pós-doutorado na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, e agora a gente está conseguindo levar para o campo. Saiu da academia e agora chegou na comunidade”, disse Aurélio Souza, pesquisador associado do IEE-USP.

O projeto foi finalista do Desafio de Impacto Social Google | Brasil. Com o prêmio de R$ 500 mil, o Instituto Mamirauá colocou em prática a tecnologia do Gelo Solar. “Participar da exposição é um marco para nosso trabalho com tecnologias sociais, pois o significado de inovação nesse evento representa a essência da somatória de conhecimentos, parcerias e ideias entre instituições e comunidades para promover transformação social”, avaliou Dávila Corrêa, coordenadora do Programa Qualidade de Vida do Instituto Mamirauá.

Edição: Eunice Venturi

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu email: