Experiência bem-sucedida de Turismo de Base Comunitária do Instituto Mamirauá é apresentada em evento nacional

Publicado em:  6 de junho de 2015

Foto: Edu Coelho

Promover atividades turísticas engajadas com a conservação do meio ambiente e o desenvolvimento local. O Programa de Turismo de Base Comunitária do Instituto Mamirauá, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), atua há mais de 15 anos com esse objetivo, promovendo a assessoria técnica para as comunidades da Reserva Mamirauá, no Amazonas, para a prestação de serviços turísticos na Pousada Uacari. Os resultados bem-sucedidos dessa e de outras iniciativas do Programa foram apresentados durante evento realizado nos dias 25 e 26 de maio em Porto Seguro (BA).

O evento foi uma iniciativa da Rede Biomar, composta pelos projetos Albatroz, Baleia Jubarte, Coral Vivo, Golfinho Rotador e Tamar, e reuniu especialistas para o ciclo de palestras gratuitas “Diálogos com a Sociedade: Turismo Sustentável”.

Fernanda Sá Vieira, coordenadora do Programa de Turismo de Base Comunitária do Instituto, participou do evento como palestrante e falou sobre o histórico da Pousada Uacari, os desafios durante os dezessete anos de atuação e as perspectivas futuras. “Foi uma oportunidade de trocar experiências e contatos que podem gerar futuras parcerias institucionais. O retorno mais importante que esperamos é a disseminação da experiência e o compartilhamento dos aprendizados. Além disso, a contribuição dos participantes é muito gratificante, uma oportunidade de discussões ricas”, disse Fernanda.

Atualmente, o Instituto Mamirauá compartilha a gestão da pousada com as comunidades locais. A proposta é que até 2022 esteja totalmente concluída a transferência para as comunidades, o que significa que os moradores locais terão completa autonomia na gestão da atividade.

Contribuir com geração de conhecimento sobre a criação, o desenvolvimento, a operação e o monitoramento de empreendimentos de turismo de base comunitária é um dos objetivos do Programa.

“Todo ano a gente tem convites para participar de eventos para compartilhar a experiência que a gente tem. Quando a gente vai nesses eventos tenta mostrar da forma mais clara possível toda a nossa informação, para que essa experiência que a gente adquiriu ao longo desses 17 anos possa ser disseminada e possa auxiliar outras iniciativas de turismo”, reforçou Fernanda.

Texto: Amanda Lelis

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: