Estudantes vão à feira no Instituto Mamirauá durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Publicado em: 19 de outubro de 2016

Começou hoje em Tefé (AM), na sede do Instituto Mamirauá, a 13ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, evento de popularização da ciência realizado anualmente pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O Instituto Mamirauá espera receber cerca de dois mil estudantes, que visitam as instalações da instituição e vão conhecer mais sobre as atividades desenvolvidas. Sexta-feira, dia 21, será o último dia do evento, quando serão anunciados os vencedores do concurso de desenhos e redação. Segundo os organizadores, 18 escolas participaram do concurso, totalizando mais de 700 desenhos e redações. 
 
Entre as exposições, os estudantes estão conhecendo a sala temática de educação ambiental. “Nós chamamos a sala temática de “Hoje é dia de feira”. Então, a ideia é colocar as pessoas que estão vindo para a exposição, principalmente os estudantes, o que é comercializado na feira. Eles escolhem os produtos e colocam nas sacolas. Depois, a gente conversa sobre o que foi escolhido. Qual a origem, se são produtos da região, ou se vieram de fora, se foram produzidos com agrotóxicos ou não”, explicou Claudioney Guimarães, educador ambiental do Instituto Mamirauá. 
 
As visitas geralmente começam no prédio da Biblioteca Henry Walter Bates, seguindo para exposições de tecnologia social, arqueologia e artefatos de comunidades, onde os visitantes podem dialogar com pesquisadores e técnicos dos programas Qualidade de Vida e Manejo de Pesca. No prédio de coleções do Instituto Mamirauá ocorre a exposição de fotos “Pirarucu – Z32”, de autoria do fotógrafo Rafael Castanheira, que documentou a pesca manejada de pirarucu no município de Maraã, entre os anos de 2006 e 2010. No mesmo espaço, agricultores de Tefé também estão expondo seus produtos e visitantes podem deliciar uma cocada regional produzida com mandioca. 
 
A estudante Ingrid Menezes, da Escola Estadual São José, achou a visita muito “divertida” e falou das expectativas: “Eu achei a visita muito divertida e legal e espero vir mais vezes aqui no Instituto Mamirauá. É muito interessante porque a gente pode pesquisar várias coisas e aprender muito sobre o que o Mamirauá faz”. Ao final da visita, os participantes recebem dois materiais impressos: a primeira versão do Macaqueiro Kids – especial para a SNCT 2016 e o calendário 2017 do Instituto Mamirauá, cujo tema é semestres e frutas amazônicas. Os dois materiais são financiados pelo Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).  A SNCT em Tefé também teve apoio da Prefeitura Municipal de Tefé, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria Estadual de Educação. 
 
Texto: Eunice Venturi
 

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: