Equipe de pesquisa em Mamíferos Aquáticos fortalece parcerias em 2015

Publicado em: 12 de novembro de 2015

A equipe do Grupo de Pesquisa em Mamíferos Aquáticos Amazônicos Instituto Mamirauá, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, participou de uma série de eventos com foco na troca de experiências, apresentação de resultados e capacitação.

 “A importância desses encontros é a parceria. A gente consegue intercambiar conhecimento e estabelecer parcerias e projetos com outras instituições”, disse Miriam Marmontel, coordenadora do grupo.

Em junho, os pesquisadores do grupo participaram do 12º Simpósio sobre Conservação e Manejo Participativo na Amazônia (Simcon), realizado na sede do Instituto Mamirauá em Tefé (Am). Foram apresentados pela equipe nove trabalhos em pôster ou apresentação oral. Os trabalhos foram divulgados no livro de resumos do evento. Também no Simcon, os pesquisadores André Coelho e Camila Carvalho ministraram o curso “Telemetria como ferramenta para conservação”, no qual participaram cerca de 20 pessoas.

Nos dias 11 e 12 de agosto, Miriam Marmontel esteve em Manaus para participar do Workshop para Elaboração do Plano de Monitoramento das Populações de Boto-vermelho e Tucuxi, junto com outras instituições de pesquisa.

O pesquisador André Coelho também participou do 8º Congresso Brasileiro de Mastozoologia, realizado entre 28 de setembro e 02 de outubro em João Pessoa. No evento, André expôs resultados das pesquisas realizadas com ariranhas pelo Instituto, apresentando a distribuição atual da espécie na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã (Am).

Entre os dias 6,7 e 8 de outubro, Renan Paitach, pesquisador de botos do Instituto Mamirauá, participou de Workshop de Pontoporia em São Francisco do Sul. Camila Carvalho também participou do “Workshop Educação Ambiental para Conservação de Sirênios”, realizado nos dias 21 e 22 outubro, em Recife. O evento reuniu especialistas de todo o Brasil para troca de experiências. Camila contribuiu expondo sua experiência com educação ambiental na Reserva Amanã, onde atua desde 2014 pelo Instituto. O projeto do Instituto é realizado na região desde 2002 e assumiu um novo formato com a chegada da pesquisadora.

Publicações

Em abril deste ano, Miriam Marmontel tornou-se editora-chefe do Latin American Journal of Aquatic Mammals, uma das principais publicações especializadas em mamíferos aquáticos. Nessa revista, Miriam, em conjunto com Daniel M. Palacios, assinou o editorial do volume 10 da publicação, que pode ser lido no site.

Miriam também é autora, junto com outros especialistas, da atualização do status da ariranha (Pteronura brasiliensis) na lista vermelha de espécies ameaçadas da International Union for Conservation of Nature (IUCN), divulgada em abril de 2015.

Outra publicação recente do grupo foi no Journal of the Marine Biological Association of the United Kingdeom, na qual Miriam é uma das autoras do paper sobre a estimativa populacional de peixe-boi marinho no Brasil. A publicação pode ser vista no site da revista

Texto: Amanda Lelis

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: