Curso sobre jacarés é referência na América Latina

Publicado em: 10 de novembro de 2011

10/11/2011 - Nove estudantes de universidades da Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Argentina e de quatro estados do Brasil participaram da sexta edição do Curso de Campo Treinamento em Técnicas sobre Pesquisas de Jacarés, realizado pelo Programa de Pesquisa em Manejo e Conservação de Jacarés do Instituto Mamirauá. Durante 16 dias (entre 20 de outubro e 4 de novembro), os estudantes participaram de atividades teóricas e práticas sobre pesquisas de crocodilianos na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, localizada na região amazonense do Médio Solimões.

Três biólogos considerados referências internacionais no estudo das espécies de jacarés amazônicos estiveram à frente do curso: Robinson Botero-Arias (Instituto Mamirauá), Ronis Da Silveira (Universidade Federal do Amazonas) e Boris Marioni (Instituto Piagaçu).

A bordo do barco Mamirauá, embarcação regional adaptada para servir como base de pesquisas, os estudantes percorreram cinco setores da Reserva Mamirauá, territórios habitados pelas espécies jacaré-açu (Melanosuchus niger) e jacaretinga (Caiman crocodilus). “Foram desenvolvidas atividades de contagem de jacarés, identificação das espécies, procura e monitoramento das áreas de nidificação, além de captura e manipulação de jacarés em ambiente silvestre, com respeito ao animal e adoção de normas de segurança para evitar acidentes”, explica Robinson Botero.

Segundo Botero, a cada edição, o curso consolidada-se como um espaço de fortalecimento para futuros pesquisadores de campo na América Latina. “O curso nos permite fortalecer o Programa de Jacarés do Instituto Mamirauá, além de criar um espaço de intercâmbio com outras instituições”, afirma o biólogo.

Conservação

O curso de campo teve o apoio do projeto Conservação de Vertebrados Aquáticos Amazônicos (Aquavert), desenvolvido por pesquisadores do Instituto Mamirauá, com o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Ambiental. O objetivo do projeto Aquavert é consolidar estratégias e propor novas ações para a conservação das espécies de jacarés, quelônios e mamíferos aquáticos que habitam as Reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã.

por Augusto Rodrigues

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: