Biblioteca do Instituto Mamirauá atinge 20 mil títulos

Publicado em:  5 de novembro de 2016

A biblioteca Henry Walter Bates, do Instituto Mamirauá, completou, neste ano, 20 mil títulos. No espaço, além de livros, cartilhas, periódicos, DVDs, entre outros materiais, o público de Tefé (AM) também pode ter acesso à internet para realizar pesquisas. 
 
No acervo, destacam-se materiais sobre Amazônia, desenvolvimento sustentável, botânica, zoologia, manejo florestal, manejo de pesca, populações ribeirinhas, entre outros. “Acho que a Biblioteca está se consolidando como a mais importante dessa região, devido à quantidade e qualidade do acervo. E além de atender os pesquisadores do Instituto, atende a comunidade em geral”, disse Graciete Rolim, bibliotecária do Instituto Mamirauá.
 
Graciete ressalta que a história da biblioteca se confunde com a história do Instituto Mamirauá. O acervo começou a ser catalogado na década de 1990, a partir do acervo pessoal de Márcio Ayres, primatólogo e fundador do Instituto. Desde então, foram obtidos títulos por meio de compra e, principalmente, por doação. 
 
O espaço é aberto ao público da cidade e recebe, em média, 300 visitas por mês. O acervo possui material para várias faixas etárias. “Os professores do município podem buscar informações de acordo com a faixa etária dos alunos e podem pegar, na biblioteca, ideias para desenvolver trabalhos em sala de aula. Muita gente da cidade desconhece informações da região. Só pelo fato de virem visitar, já saem levando conhecimento, sabendo um pouco sobre quem foi Henry Walter Bates”, disse Graciete.
 
Grande parte desse acervo foi produzida pela equipe do Instituto Mamirauá. Além de livros, DVDs e cartilhas, também estão catalogadas na biblioteca produções científicas como artigos, teses, dissertações, entre outros. “Tivemos um crescimento bem legal do nosso acervo. E isso não só pela quantidade do material, mas, pela qualidade. Já recebemos pesquisadores e especialistas de instituições antigas que elogiam as publicações que possuímos”, comentou a bibliotecária.
 
A biblioteca Henry Walter Bates, do Instituto Mamirauá, funciona de segunda a sexta, de 8h a 12h e 14h às 18h. 
 
Por Amanda Lelis

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: