Assembleia Legislativa do Amazonas homenageia Instituto Mamirauá

Publicado em: 13 de junho de 2019

Sessão foi proposta pelo deputado Álvaro Campelo e contou com a presença de parceiros, beneficiários e profissionais do Instituto Mamirauá

Depois da homenagem no Senado Federal, foi a vez dos deputados do estado do Amazonas comemorarem os 20 anos do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá. A sessão especial ocorreu na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), na tarde de ontem (12), no Plenário Ruy Araújo, por proposição do deputado estadual Álvaro Campelo (PP).

“Eu me sinto extremamente honrado em ter feito a propositura pelos 20 anos do Instituto Mamirauá, aprovada por unanimidade. É uma homenagem devida à instituição que vem contribuindo muito com a causa do meio ambiente, seja através das pesquisas científicas ou do manejo dos recursos naturais. É um verdadeiro ensinamento diário de que é possível uma harmonia entre o homem e os recursos naturais”, argumentou o deputado proponente.

Em seguida, Álvaro Campelo entregou ao diretor-geral do Instituto Mamirauá, João Valsecchi do Amaral, uma placa comemorativa aos 20 anos da instituição. “A Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas presta significativa homenagem ao Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá em reconhecimento ao trabalho realizado objetivando sempre a ação de aplicação de ciência, tecnologia e inovação na aplicação de estratégias e ação de políticas públicas de conservação da biodiversidade da Amazônia ao longo dos seus 20 anos de existência”, reconhece a placa comemorativa. 

Como cidadão do município de Tefé, o deputado Carlinhos Bessa também se pronunciou e entregou uma placa comemorativa aos 20 anos do Instituto Mamirauá. “É um dos institutos mais sérios que eu conheço e traz prosperidade ao interior do nosso Amazonas. Nós, tefeenses, temos orgulho de vocês terem escolhido Tefé para se instalar”, disse o deputado Carlinhos Bessa, tefeense que acompanhou o crescimento do Instituto Mamirauá. 

O presidente da Central das Associações de Moradores da Reserva Amanã (Camura), Edvan Feitosa, representou os beneficiários da atuação do Instituto Mamirauá na sessão. “Eu sou resultado dos programas de formação de lideranças desenvolvidos pelo Instituto Mamirauá. Essa homenagem tem um grande significado para todas as comunidades ribeirinhas, principalmente aquelas assessoradas pelo manejo de pirarucu, pelo manejo florestal, além de outros”, afirmou.


Carlinhos Bessa (à dir.) entrega placa ao diretor-geral do Instituto Mamirauá
Àlvaro Campelo (à esq.) foi autor de proposição da sessão solene
Uma fala por todos os profissionais do Instituto Mamirauá

O diretor-geral do Instituto Mamirauá João Valsecchi do Amaral iniciou sua fala dizendo que representava ali, no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas, todos os profissionais da instituição. “Estamos todos muito honrados por esse reconhecimento”, afirmou o diretor acrescentando que também falava em nome de todos as comunidades ribeirinhas, importantes beneficiárias das ações institucionais. 

O diretor também agradeceu pela parceria entre pesquisadores e legisladores: “O conhecimento científico e a inovação gerada pelo Instituto Mamirauá já subsidiaram a formulação de políticas públicas e legislação ambiental, além daquela voltada para o manejo de recursos naturais aqui na região. Toda essa legislação foi, de certa forma, amparada pelo conhecimento gerado pelo Instituto Mamirauá, mas também pelo apoio dos senhores deputados, portanto a assembleia é um importante parceiro da instituição.”

Na sessão, o diretor-presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Juliano Marcos Valente, representou o governador do estado do Amazonas, Wilson Lima. O Governo do Amazonas é um dos parceiros do Instituto Mamirauá, que atua em várias unidades de conservação estaduais desde sua fundação. “Hoje nós ouvimos vários superlativos para falar do Instituto Mamirauá, nesse que se tornou um importante instituto de referência. O Governo do Estado agradece muito pelo papel do Instituto, sobretudo pelas informações que produz e que subsidiam nossas ações”. 

Também participarão da sessão representantes do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Operação Amazônia Nativa (Opan), Museu da Amazônia, WCS-Brasil, Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Amazonas, Prefeitura de Manaus, Secretaria de Produção Rural do Amazonas e Secretaria de Pesca e Aquicultura do Amazonas.  

Texto: Eunice Venturi


Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu e-mail: