Abertas as inscrições para o Prêmio Jovem Conservacionista 2016

Publicado em: 25 de abril de 2016


© Emiliano Ramalho
 

Escolas de ensino médio de Tefé, no Amazonas, podem se inscrever com até cinco equipes para o Prêmio Jovem Conservacionista 2016 até o dia primeiro de maio. Os jovens inscritos participarão de uma oficina de comunicação e uma dupla e seu professor tutor serão julgados e premiados com uma viagem.

“O prêmio busca identificar e incentivar jovens com capacidades de liderança para direcionar e amplificar o poder de influência desses jovens, em benefício da natureza e da sociedade”, disse a pesquisadora do Instituto Mamirauá - unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - Wezddy Del Toro.

As vencedoras do prêmio de 2015 fizeram uma apresentação durante o Simpósio sobre Conservação e Manejo Participativo na Amazônia. / © Aline Fidelix

Esta é a terceira edição, que terá como prêmio uma viagem para São Paulo. No ano passado, os vencedores conheceram o Pantanal, uma das regiões de referência para as pesquisas sobre onça-pintada e ações de conservação da espécie. De acordo com Wezddy é um bom momento para a troca de experiências entre os estudantes das duas regiões, para enriquecer o aprendizado e buscar alternativas para a conservação da onça-pintada.

"Uma das formas em que a mensagem sobre a importância da Amazônia, e sobre a conservação da sua biodiversidade pode ser espalhada de maneira efetiva é por meio dos próprios jovens da região”, completou Wezddy.

A proposta do projeto é envolver os jovens em ações de comunicação, visando difundir a conservação da biodiversidade brasileira. As escolas devem indicar até cinco equipes. Cada equipe candidata deve ser composta por dois alunos e um professor tutor. Os alunos devem estar cursando o ensino médio e ter até 19 anos. Cada professor pode orientar até três projetos da sua escola.

As inscrições vão até o dia primeiro de maio e devem ser feitas pelo professor por e-mail, com o nome dos membros das equipes para o endereço: pjc@mamiraua.org.br. Todas as equipes inscritas participarão de uma oficina de comunicação para a conservação e produzirão um vídeo de até cinco minutos sobre a conservação da onça-pintada. As equipes deverão dispor do próprio equipamento de filmagem, como filmadora, máquina fotográfica ou celular. A oficina acontece nos dias 24 e 25 de junho.

A dupla, acompanhada do professor tutor, que produzir o melhor vídeo será premiada com uma visita ao Parque Estadual Carlos Botelho, no município de São Miguel Arcanjo (SP) e na capital paulista para apresentar seu trabalho. A viagem acontecerá no segundo semestre de 2016.

O Prêmio Jovem Conservacionista é realizado pela Escola da Amazônia, com apoio do Instituto Mamirauá e do Instituto Manacá

Últimas Notícias

Comentários

Receba as novidade em seu email: